19/12/2018

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Noticiais

Newsletter

OAB/RS encontra, superficialmente, apenas índice de 14,24% na documentação apresentada pela ANEEL e CEEE para o reajuste na tarifa de energia elétrica

A OAB/RS segue trabalhando para barrar o aumento de 30,62% da tarifa de energia elétrica da CEEE. Nesta sexta-feira (05), a Ordem gaúcha manifestou-se através de uma Ação Civil Pública, ajuizada em dezembro. No processo, a OAB/RS sinaliza para a ausência de clareza na documentação apresentada pela ANEEL e CEEE. Conforme análise técnica feita pela entidade, apenas parte do índice é justificado. Estão demonstrados, superficialmente, apenas 14,24%, ou seja, menos da metade determinada pela ANEEL. “Não questionamos a competência da Agência em regular os procedimentos, mas os valores que são apresentados. Em uma análise técnica que fizemos, a partir dos dados informados, não encontramos justificativa para a parcela de 16,38%, muito menos a necessidade do imediatismo para esse aumento de uma única vez”, explica o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier. “As respostas da Aneel e CEEE não apresentaram argumentos capazes de traduzir o verdadeiro critério legitimador desse incompreensível reajuste”, completa o presidente da Ordem.A OAB/RS reiterou o pedido de análise da tutela de urgência, frente à ausência de transparência, que justifique o reajuste de 30%. O MPF ainda não se manifestou no processo. Confira a íntegra da manifestação
05/01/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  260146
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.